Nova diretoria da APAJUFE tomou posse

Share on facebook
Share on twitter
Share on linkedin
Share on email

Em solenidade no Fórum da Justiça Federal, sexta-feira (23/2), foi empossada a nova diretoria da APAJUFE para o biênio 2018-2019, encabeçada pelo Juiz Federal Dr. Fabrício Bittencourt da Cruz.


A mesa de autoridades foi formada pelo Ministro do Supremo Tribunal Federal Ricardo Lewandowski, pelos ministros do Superior Tribunal de Justiça Sérgio Luiz Kukina e Joel Ilan Paciornik, pelo Juiz Federal Marcelo Malucelli, Diretor do Foro da Justiça Federal, pelo General Aléssio Oliveira da Silva, Comandante da 5ª Região Militar, pelo advogado José Augusto Araújo de Noronha, presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Paraná, pela presidente da Apajufe no biênio imediatamente anterior, Patrícia Lopes Panasolo, e pelo novo presidente da Associação.


O primeiro ato da cerimônia foi o compromisso prestado pelo presidente eleito, prometendo conduzir os destinos da Apajufe de forma livre, justa e democrática, conforme exigência estatutária. A seguir, todos os membros da nova diretoria assinaram o livro de posse.


O Ministro Ricardo Lewandowski foi o primeiro a falar, enaltecendo a biografia do presidente Fabrício Bittencourt da Cruz, que foi magistrado instrutor no STF e Secretário-Geral do Conselho Nacional de Justiça. Lewandowski também teceu considerações sobre a crise brasileira, “que não é só nossa, é crise global, de valores e princípios”. O Ministro ainda ressaltou o papel fundamental exercido pela magistratura na sociedade brasileira. “A magistratura é responsável pelo clima de estabilidade da democracia brasileira”, afirmou.


O Ministro Sérgio Luiz Kukina, do STJ, destacou lições do pedagogo Paulo Freire na obra “Pedagogia da Autonomia”, para quem a educação fundamenta-se sobre dois vetores: o vetor da estética, da beleza, e o vetor da ética, que é o vetor da decência. Para Kukina, os dois pilares devem ser estendidos a toda a sociedade.


O Diretor da Sede da Justiça Federal em Curitiba, Marcelo Malucelli, cumprimentou ambas as diretorias, enalteceu as parcerias realizadas entre as entidades e colocou a instituição que dirige à disposição para contribuir no fortalecimento da Associação.


A seguir o presidente da OAB Paraná, José Augusto Noronha, relembrou os movimentos encabeçados pela Ordem dos Advogados e pela Apajufe, como o denominado “O Brasil que Queremos” e a luta pela criação do Tribunal Regional Federal da Sexta Região, “sobrestada de maneira injustificada por liminar ainda não julgada em seu mérito”, concluiu.


A já ex-Presidente Patrícia Lopes Panasolo ocupou a tribuna em seguida, fazendo um completo balanço das realizações e conquistas da diretoria que teve a honra de dirigir. No momento mais emocionante da noite, Patrícia Panasolo embargou a voz ao citar o filho Arthur e o marido Alessandro.


O Presidente Fabrício Bittencourt da Cruz encerrou o evento com um discurso em que historiou a instalação do Poder Judiciário e da Justiça Federal no Brasil. Ao referir-se ao TRF-6, foi interrompido pelos aplausos da plateia. O Presidente ainda agradeceu o apoio dos colegas que com ele assumiram o mandato.


Também estiveram presentes o ex-Governador do Paraná e atual presidente do Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul, Orlando Pessutti, o Reitor da Universidade Federal do Paraná, Ricardo Marcelo, o presidente da Associação Comercial do Paraná, Gláucio Geara, o presidente da Associação dos Magistrados do Trabalho da Nona Região, Paulo da Cunha Boal, e a autoridades de Ponta Grossa, terra natal do Presidente Fabrício Bittencourt da Cruz.